A pílula – mitos e desmistificação

A pílula é um método contraceptivo especialmente concebido para ser usado pelas mulheres. Na prática, a pílula é um comprimido que deve ser tomado diariamente e que acaba por ser uma forma de controlar o ciclo menstrual e de prevenir a gravidez.

medium_426973819

Cada vez mais mulheres utilizam a pílula como método por excelência, devido à facilidade do seu uso e devido a não provocar directamente qualquer tipo de desconforto. No entanto, têm sido ao longo do tempo lançados alguns mitos relativos à pílula, aos seus efeitos secundários, e aos seus diferentes tipos e marcas.

Vejamos alguns destes mitos e tentemos desmistificá-los, obtendo a verdade baseada em investigações e conclusões científicas.
  • “A pílula não é segura” – de facto, a pílula é cada vez um método mais utilizado. Este tipo de medicamentos é amplamente prescrito em todo o mundo. Assim como acontece com outros medicamentos, este possui efeitos secundários, que contudo estão claramente descritos nos folhetos respectivos. Por outro lado, como qualquer medicamento a pílula é sujeita a variados testes, só é preciso procurar a marca e o tipo de pílula ideal e a segurança nunca será um problema;
  • “A pílula faz engordar” – variados estudos têm refutado esta afirmação. De facto, parece não existir qualquer relação entre a pílula e o aumento ou decréscimo de peso;
  • “A pílula está relacionada com o aparecimento de cancro” – esta relação ainda tem sido alvo de investigações nos dias que correm. No entanto, até agora a única conclusão certa que existe é a de que a toma da pílula até contribui para a diminuição do risco de alguns tipos de cancro;
  • “As pílulas são todas iguais” – de facto, este é um dos maiores mitos. Cada mulher possui um tipo e marca de pílula que lhe é mais adequada, mediante diversos factores.

Assim sendo, ficam desmistificados alguns dizeres comuns sobre a pílula, e prova-se que de facto o seu uso é benéfico e recomendado.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.